Avesso do avesso

Redação

18 de outubro de 2009 | 06h33

Maurílio Biagi anda espantado. Enquanto o new-ruralista Reinhold Stephanes propõe intervir no preço do álcool, o comunista Haroldo Lima, da ANP anuncia que o governo não interferirá.

O usineiro lembra que o consumidor brasileiro é o único a ter escolha na hora de abastecer. E enquanto o álcool tem preço, a gasolina ainda tem… tarifa.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: