Avançando

Sonia Racy

21 de março de 2013 | 01h06

Entrou na pauta o acordo bilateral com os EUA, anteontem, durante o fechado Fórum de Altos Executivos Brasil-Estados Unidos. Incluindo contratação de consultorias como FGV e McKinsey – que analisarão o impacto da iniciativa no Brasil.

No Chile, por exemplo, o PIB cresceu somente 1,5% por causa do acordo de livre comércio assinado em 2003.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: