Autores de novelas da Globo devem restringir cenas de contato físico, na retomada das gravações

Autores de novelas da Globo devem restringir cenas de contato físico, na retomada das gravações

Sonia Racy

01 de agosto de 2020 | 00h55

FLÁVIA ALESSANDRA – FOTO: OTAVIANO COSTA

Mais de quatro meses após a interrupção das gravações de novelas pela pandemia da covid-19, a TV Globo começa agora a receber seus colaboradores presencialmente para fazer testes com o novo protocolo de segurança para a retomada. A emissora decidiu que o tema do coronavírus vai ser inserido em Amor de Mãe, novela das 9hs, e ficará de fora em Salve-se Quem Puder, a das 7hs. As gravações devem retomar agora em agosto mas as novelas só voltam ao ar em 2021.

Como vão ficar as cenas de beijo, abraço, sexo…? “A orientação é restringir cenas de contato físico. Mas o que for imprescindível para a obra será avaliado por um comitê”, informa a emissora à coluna. Entre outras soluções, ela cogita recorrer ao uso de efeitos especiais para minimizar o contato físico. Mas que devem ser imperceptíveis para o telespectador.

Ontem, a atriz Flávia Alessandra contou que fez testes nos estúdios para sua personagem, Helena, de Salve-se Quem Puder. “Agora sou eu me maquiando, me penteando, pra ver como é que fica a Helena feita pela Flávia porque elas têm que virar a mesma coisa. Também vamos ver quais roupas cabem porque engordei 4kgs na quarentena (risos). Mas o que importa é a cabeça boa”.

Prevendo a retomada das gravações, Flávia pegou o carro e se deslocou do Rio para SP, dias atrás, para fazer procedimentos de beleza e “atualizar o visual da personagem” com Marcos Proença, que cuida das suas madeixas desde o início do folhetim. Já o cabelo do marido dela, Otaviano Costa, e da filha Giulia, foi a própria Flávia quem cortou em casa. “Fui aprovada, os clientes voltaram”, diverte-se ela, que coloca despertador para se rever em Êta Mundo Bom, reprisada à tarde por conta da pandemia.

E o beijo na cena, como ficará no novo protocolo? “A Helena é fria, não beija até agora, só deu um selinho de leve (no ator Leopoldo Pacheco)… não teve sexo. Acho que isso foi um facilitador para recomeçar (a gravar) pelo meu núcleo. Ela só deve encontrar o amor (Murilo Rosa) lá pro final da novela, quando isso (pandemia) já deve ter passado, espero”, diz. A atriz, porém, acredita que cenas já gravadas de abraços e beijo na cabeça da atriz Juliana Paiva (sua filha na trama) devem ser aproveitadas na retomada. “Não vamos precisar gravar cenas com máscara. A ideia é as pessoas se desligarem nesse momento e poderem embarcar numa coisa mais leve e divertida”.

O ritmo de gravação também vai mudar. Será mais lento. “Agora os núcleos (de atores) não vão se misturar”… Pelo protocolo da Globo, a orientação é não aglomerar, evitar o contato físico em todos os espaços de trabalho, incluindo no set de gravação. Todos também terão obrigatoriamente a temperatura aferida no momento de chegada ao complexo Estúdios Globo.

Para a retomada, os colaboradores assinarão uma “auto declaração de comprometimento recíproco” com a emissora. A Globo prevê também que poderá até testar alguns funcionários pra covid-19, se julgar necessário. E os convocados a voltar ao trabalho – além de já terem testado negativo – deverão estar em isolamento social até a data do retorno.

Caso de Flávia, que testou negativo quatro vezes pra covid-19. “Infelizmente, porque eu ia achar ótimo se já tivesse tido. Jurava que tive lá no início, porque senti os sintomas, até liguei pro Felipe Simas (seu enteado na novela)”. Ela transformou a sua casa no Rio em cenário de gravação dos comerciais que fez na pandemia para conseguir manter o isolamento. “Cumpri à risca. É questão de senso de responsabilidade”.

Para a elaboração do protocolo, a Globo informou à coluna ter trocado conhecimento com outras produtoras de audiovisual, como da Itália, Suécia, Dinamarca, Chile, Austrália, Indonésia e EUA. “As recomendações vão de cuidados na pré-produção à atuação nos sets de gravação, incluindo logísticas de transporte, alimentação e regras para fornecedores. Nossa prioridade é viabilizar o ‘como gravar’”. \CECÍLIA RAMOS

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: