Ausente

Sonia Racy

07 de janeiro de 2011 | 16h46

O GOE investiga amigos e parentes de Roger Abdelmassih e de sua mulher, Larissa Maria Sacco, em todo o País para descobrir o paradeiro do médico.

A Justiça decretou sua prisão preventiva ontem porque o Gaeco desconfiou que ele planejasse fuga ao pedir renovação de passaporte. Até o fechamento da edição impressa, há poucas horas, ele ainda não havia sido encontrado.

Dar guarita a procurado da polícia é crime brando e pode levar a até um ano de prisão.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: