Atravessou

Sonia Racy

05 de maio de 2010 | 08h18

O Hospital Matarazzo, pertencente à Previ, está para ser vendido a um grupo gigante. Kassab, no entanto, pretende exercer o direito de perempção – lei 10.257 /2001.

Antiga dona do hospital – cujo prédio é tombado -, a Prefeitura o quer de volta.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: