Atraso

Sonia Racy

15 de setembro de 2012 | 01h10

Mais uma reunião de conselheiros do Paulistano vetou, anteontem, o reconhecimento de parceiro de um sócio como dependente. Ele só pode entrar no clube como convidado. “Não adianta a imprensa nos pressionar, não vamos mudar”, avisou um dos presentes.

Em tempo: os clubes Harmonia e Hebraica já aceitam a união estável entre pessoas do mesmo sexo.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.