Aterrissando

Sonia Racy

01 Julho 2016 | 00h49

A ideia de liberar o capital estrangeiro nas aéreas não morreu, mesmo com o prometido veto de Temer à medida aprovada no Senado. “Um dos focos do governo é atrair capital estrangeiro”, explicou ontem Moreira Franco. E mais: a barreira de 20% de capital estrangeiro nas aéreas não é intransponível. “O conceito de ter porcentagem maior foi superado pelas ferramentas jurídicas que definem o comando das empresas”.

Moreira Franco pousou ontem em Congonhas e ali mesmo teve uma boa notícia. “O movimento aéreo em maio deste ano foi 10% maior que no maio de 2015”, comemorou.

Um indicativo da volta da confiança nos rumos do País.