Atalho 2

Sonia Racy

06 de abril de 2010 | 08h00

Com essa desburocratização, podem-se evitar coisas do além. Exemplo: há dois anos, Zé Henrique recebeu chocante justificativa para a não inclusão, na Lei Rouanet, da sua peça O Processo. É que estava faltando a assinatura do autor, um tal de Franz.

O diretor teve que levar à Funarte declaração de que Franz Kafka já havia morrido.