Assembleia de São Paulo instala detectores de metais

Sonia Racy

03 de setembro de 2020 | 00h55

Na Assembleia paulista, começaram a operar os detectores de metais instalados nas entradas da Casa. Primeiro, será só para políticos e funcionários. Depois, a partir do dia 10, na portaria e recepção também.

Mas… a Alesp segue, até agora, fechada ao público. Os equipamentos estavam previstos antes de iniciar a quarentena – quando até facas foram apreendidas numa manifestação.

Pelas contas de assessores da Assembleia, 33 deputados não voltaram ao trabalho presencial ainda – de um total de 94. Por causa da idade acima de 60 anos ou afastamento por doença crônica.

Em tempo: projeto de Campos Machado para autorizar a volta das sessões virtuais até outubro segue de pé.

Amor na tela

Os filmes românticos dominaram a preferência de cinéfilos do drive-in. Segundo pesquisa da Ingresso.com, Nasce Uma Estrela e Um Dia de Chuva em Nova York, respectivamente, são os mais assistidos.

Ilustre

Sayed Kashua debate hoje com Juliana Portenoy Schlesinger, especialista em obras escritas pelo árabe-israelense, cujos livros ainda não foram traduzidos para o português. Onde? No Centro de Estudos Judaicos da USP.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.