As prefeituras vão à guerra

As prefeituras vão à guerra

Redação

04 de abril de 2009 | 21h15

O interior paulista acendeu o sinal vermelho: dia 15, pelo menos 20 ou 30 prefeituras também devem fechar as portas por falta de dinheiro – resultado da crise e dos cortes no IPI e IR.

É nesse ambiente que quase 500 prefeitos de todo o País irão a Brasília, terça-feira, para fazer outro barulhão no Congresso, pedindo algo que o governo não consegue fazer: dar solução concreta e rápida à falta de recursos.

Para Paulo Ziulkoski, da Confederação Nacional dos Municípios, a melhor saída é simplesmente o governo cumprir a lei. Como? Resumidamente, os municípios devem R$ 22 bilhões ao governo e este deve a eles R$ 25 bilhões. “Bastaria o governo pagar o que deve, para se suspender a sangria.”

Aliás, essa proposta está em documento que Ziulkoski entregou dias atrás a José Múcio, no Palácio do Planalto.

Veja também:
Sesc Anchieta recebe a pré estreia da peça Por Um Fio mais imagens
Outras notas no blog da coluna Direto da Fonte documento