Artista plástica brasileira expõe em festival Queer Lisboa

Artista plástica brasileira expõe em festival Queer Lisboa

Sonia Racy

02 Setembro 2018 | 00h30

FERNANDA FEHÉR

FERNANDA FEHÉR. FOTO: FILIPE LUCAS FRAZÃO

A artista plástica e ativista Fernanda Fehér é a única brasileira convidada para exibir seus trabalhos na exposição O Vírus, que será apresentada em paralelo ao festival de cinema Queer Lisboa de 2018. O evento LGBT começa no dia 14 e traz este ano o tema da conscientização sobre Aids. Justamente por isso, cada artista que vai expor teve que escolher um filme que tocasse nesse assunto para inspirar sua obra. Fernanda optou pelo drama Tudo Sobre Minha Mãe, do espanhol Pedro Almodóvar, que, além de tratar de Aids, também aborda identidade sexual, travestilidade, religião e existencialismo. Nada mais apropriado para o festival em questão, que é hoje o mais antigo de Lisboa e um dos festivais mais reconhecidos da Europa.