Arrependido?

Sonia Racy

21 Julho 2015 | 01h10

Depois de confessar, por meio de carta, ter recebido propina de estaleiros, conforme revelou a Folha ontem, João Carlos Ferraz, ex-presidente da Sete Brasil, se dispôs a devolver parte do dinheiro que recebeu em forma de bônus por causa da sua saída do cargo (foram R$ 11,5 milhões), bem como dar a casa onde mora, no Humaitá, Rio, como compensação para a empresa.

Ninguém quis.

Arrependido 2

Tem gente que achou muito modesta a quantia de US$ 2 milhões de propina recebida por Ferraz. Acreditam que há algo mais entre ele e os estaleiros.