Arquitetura sustentável

Arquitetura sustentável

Sonia Racy

05 de junho de 2016 | 01h35

EXCLUSIVO DIRETO DA FONTE

O arquiteto carioca Sergio Conde Caldas é referência no meio por ter sido um dos primeiros brasileiros a usar energia renovável e sustentabilidade em seus projetos. Não será diferente com o novo picadeiro da Hípica carioca, onde será a sede da Casa da França durante a Olimpíada. “Assino o projeto em parceria com Miguel Pinto Guimarães. Fica pronto ainda este mês, já nos padrões internacionais”, contou Sergio, que também é responsável pelo Techset, centro de treinamento de tênis, na Barra. “Depois dos jogos o local vai ser referência para jovens tenistas de alto desempenho da América Latina”. Sua assinatura também está em outro projeto que vem chamando atenção da cidade maravilhosa, a revitalização do bairro de São Cristóvão. “Não pensamos só no condomínio, mas em todo o redor, além de valorizar o bairro é um bem para a população”. Seu primeiro projeto em SP será a expansão do L’Hotel Porto Bay, toda sustentável e renovável. Ficará pronta ano que vem.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: