Apreciadora de tratamentos alternativos volta-se ao biomagnetismo

Sonia Racy

21 Janeiro 2018 | 00h25

JULIA BORDON

JULIA BORDON. FOTO: ARQUIVO PESSOAL

Formada em Comunicação das Artes do Corpo pela PUC, Julia Bordon de Alcantara Machado sempre teve atenção especial com a saúde. Apreciadora de tratamentos alternativos, voltou-se para o biomagnetismo, uma nova terapia complementar que busca combater disfunções causadas por bactérias, fungos e parasitas. O método, explica Julia, consiste em colocar ímãs sobre o corpo do paciente para ajudar a neutralizar o PH do sangue. “Para mim, a sensação é de uma evolução da acupuntura”, diz ela, que passou quatro meses atendendo a pessoas enquanto viajava pela Espanha. Julia faz a ressalva de que esse método é contraindicado para alguns pacientes, como grávidas.