Apostas para 2012

Sonia Racy

31 de dezembro de 2011 | 23h00

Convidamos referências em áreas relevantes e eles
anteciparam seus palpites para este 2012 que se inicia.

MODA
“A volta dos clássicos: camisabranca, colar de pérolas,
bolsa formato carteiro. Ressuscite os panos balineses.
Aposente seus leggings por um tempo e substitua
as sapatilhas por slippers.”
Gloria Kalil – consultora

“A grande aposta para 2012 serão os espaços de luxo.
Principalmente por causa do tratamento que dão a
seus frequentadores. Os shoppings, por exemplo, geram
um life style e são como uma pequena cidade dentro da cidade.”
Costanza Pascolato – empresária

INDÚSTRIA
“Desejo que, em 2012, o Brasil continue gerando vagas e
se afastando, cada vez mais, do fantasma do desemprego.”
Murilo Ferreira – empresário

ESPORTE
“Neymar, por ser um showman genial e carismático.
E Fabiana Murer, que pode nos dar asas em Londres.”
Raí – ex-jogador

“O Arthur Zanetti. Para mim, a ginástica artística masculina
só crescerá. E também a dupla da classe Star Robert Scheidt e
Bruno Prada – com certeza, candidata a medalha na vela.”
Fabiana Murer – atleta olímpica

MÚSICA
“Minha aposta é em Arlindo Cruz. Ele tem a genialidade
de um Noel Rosa. E também em Filipe Catto, menino gaúcho
ao estilo de Ney Matogrosso, com muita personalidade,
voz firme e afinada.”
José Maurício Machline – produtor artístico

“Aposto em mim. Estou lançando meu terceiro álbum,
Celebração e Sacrifício, com guitarra saindo por todos os lados
do falante. Rock sem guitarra não é nada.
E meu novo CD é para quem gosta de rock sem frescura,
sem pudor e sem gelo.”
Beto Lee – músico

ARQUITETURA
“A tendência é o conforto, o bem estar. O que retrata
bem isso são os anos 1940 e 1960, com mobiliário
brasileiro de excelente qualidade, como o de
Sergio Rodrigues e Tenreiro.”
David Bastos – arquiteto

CIÊNCIA
“O ano será dos novos cientistas brasileiros no
mundo. O início do projeto Ciência Sem Fronteiras,
que levará nossos pesquisadores para estudos
na Europa e nos EUA, já está causando alvoroço.
E isso provocará uma disputa nunca vista antes.”
Miguel Nicolelis – cientista

“Acredito que, em 2012, as pessoas já possam encomendar
seus genomas por, quem sabe, US$ 5 mil. Será grande a
tentação para se obter uma ‘bola de cristal’ da própria saúde.
Descobrindo tendências para doenças, por exemplo.”
Lygia da Veiga Pereira – geneticista

 

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.