Apenas 57% dos recursos do Fundo Eleitoral foram declarados a 12 dias da eleição

Sonia Racy

04 de novembro de 2020 | 00h50

Foto: Dida Sampaio/Estadão

Calculadora 

A 12 dias do primeiro turno das eleições no Brasil, apenas 57% dos cerca de R$ 2 bilhões do Fundo Especial para o Financiamento de Campanha (FEFC) foram declarados à justiça, de acordo com monitoramento da Plataforma 72h.  

Para Luciano Santos, diretor do Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral, a maioria dos partidos está aquém do que a legislação exige em se tratando de prestação de contas e distribuição dos recursos. “Acredito em intenso fluxo declaratório até a votação. O não cumprimento das regras pode levar à reprovação das contas e bloqueio de repasse futuro dos recursos”, diz.  

Calculadora 2   

Quando se analisa a distribuição de recursos do FEFC por gênero e etnia, segundo os dados da Plataforma 72h, a discrepância fica evidente “72,9% são destinados aos candidatos homens, sendo que – desta fatia – 62,2% fica com os autodeclarados brancos. 

Nossa cidade 

A mostra Infinito Vão: 90 Anos da Arquitetura Brasileira começa no dia 25, no Sesc 24 de Maio. Inclui trabalhos de 96 arquitetos emblemáticos do País, como Lina Bo Bardi, Paulo Mendes da Rocha, Lúcio Costa, Oscar Niemeyer e Vilanova Artigas. 

Mendes da Rocha, aliás, ganhou prêmio pelo projeto da unidade 24 de Maio, em parceria com o escritório MMBB Arquitetos. Conquistou o primeiro lugar no International Urban Project Award, premiação concedida pelas revistas Bauwelt, da Alemanha, e World Architecture WA, da China.

Interesse geral 

Terminou ontem a Mostra de Cinema de São Paulo e um dos filmes mais assistidos foi o documentário Luz Acesa, dirigido por Guilherme Coelho. A exibição virtual do filme foi prorrogada até domingo, com direito a quantidade dobrada de ingresso. 

O longa acompanha cinco pessoas em recuperação de uso abusivo de álcool e outras substâncias.  

Memória 

Começa hoje mostra de cinema para lembrar os 25 anos do assassinato do primeiro ministro israelense e vencedor do Nobel da Paz, Yitzhak Rabin.  

Serão dois documentários: Diários de Oslo, que mostra os bastidores do acordo de paz que ele ajudou a selar com os palestinos; e a cinebiografia Rabin por suas Próprias Palavras. Na plataforma cinebyte.datatix.

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: