Ao vivo

Sonia Racy

29 Julho 2015 | 01h07

A defesa dos executivos da OAS, réus na Lava Jato, pediu ao juiz Sergio Moro a nulidade do processo. Motivo? As transcrições dos depoimentos de Augusto Ribeiro e Júlio Gerin, feitas pela PF. Segundo os advogados, elas teriam “sérias e graves omissões e distorções”. Para comprovar, pediram a Moro vídeos não anexados ao processo.

O juiz já avisou, formalmente, que vai liberá-los.