Análise de caso

Sonia Racy

30 de agosto de 2011 | 23h05

Carlos Vereza anda mais ácido do que o habitual desde que emprestou sua voz ao psicanalista Carl Jung na peça Nise da Silveira. O ator tem tido crises públicas de indignação à “cortina de mentiras que encobre a política nacional”.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: