AMB faz balanço nacional e quer ‘forum permanente’ de juízes sobre execução penal

Sonia Racy

17 Janeiro 2017 | 10h10

Depois do governo, do Judiciário e dos defensores públicos, chegou a vez da Associação dos Magistrados Brasileiros fazer sua reunião  — hoje, em Brasília — para discutir o caos nas penitenciárias. “Ouviremos o pessoal que está na linha de frente, enfrentando a dura realidade do sistema prisional”, resumiu  Jayme de Oliveira, presidente da entidade, que convocou cerca de 30 juízes ligados à AMB e que atuam em varas de execução  criminal em todo o País.

Cada um fará um balanço de sua região. Os casos bem-sucedidos serão levados à equipe de Temer que cuida de um novo plano de segurança nacional. Na agenda do encontro, a criação de um Fórum Permanente de Juízes das Execuções Criminais.