Alto Comissariado da ONU para Direitos Humanos critica governo Temer

Sonia Racy

05 Agosto 2018 | 01h00

Não é dos melhores o clima entre o governo Temer e o Alto Comissariado da ONU para Direitos Humanos. Sete relatores do órgão criticaram o governo pelo custo do ajuste fiscal para os pobres – e o Itamaraty, em resposta, destacou que é o ajuste que garante manter recursos para políticas sociais.

Um dos autores da carta, Juan Pablo Bohoslavski, teve suspensa visita ao País, que seria em março. O encontro ainda não foi remarcado.