Alckmin não vai participar do movimento ‘Direitos Já’; Serra marca reunião

Sonia Racy

23 de maio de 2019 | 00h55

GERALDO ALCKMIN

GERALDO ALCKMIN. FOTO: GABRIELA BILO/ESTADÃO

Agora é oficial

Alckmin informou à coluna: não vai participar do movimento “Direitos Já – Fórum pela Democracia” criado essa semana, unido integrantes tucanos e petistas. Já Serra marcou reunião para dia 26.

Frederico D’Avila, ex-PSDB e atual PSL, ironiza o encontro acima. “Sempre corroboraram dos mesmos princípios ideológicos e programáticos, só que alocados em legendas diferentes”.

Ta difícil

Anteontem, coube a Fernando Bezerra, defender o governo Bolsonaro de críticas… sozinho. De Flávio Bolsonaro, o Senado ouviu pouco: o governo do pai “está quebrando muitos paradigmas” e “enfrenta resistências naturais”.

Isso mostra que o isolamento do governo no Senado não é tão grave quanto na Câmara – onde o líder, Major Vitor Hugo, rompeu com Maia. Mas está longe de ser bom.

Achaque

Galã carioca desistiu de campanha publicitária milionária, do segmento farmacêutico, depois de tudo acertado. No momento do contrato, um funcionário da empresa quis que 10% do cachê fosse pago a intermediário. O ator diz que está tudo documentado. E que seu representante enviará um dossiê explicativo para o departamento de compliance do grupo, na Europa.

Leia mais notas da coluna:
+ Secretaria de Educação paulistana estuda bônus para professores e servidores
+ STF suspende julgamento sobre quadrilhão do PP

Tendências: