Alckmin define ‘política externa’ paulista

Sonia Racy

28 de setembro de 2017 | 00h55

Alckmin, ao que se apurou, juntou duas metas na primeira reunião, anteontem, de seu Conselho de Relações Internacionais. Por um lado, quer definir e amadurecer a agenda para seus contatos no Fórum de Davos, onde ele estreia em janeiro que vem.

E segundo, montar um plano de ação, não só estadual, que tenha como eixo o bicentenário da Independência, em 2022.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: