Ajuste de preços de combustíveis pode ser mais rápido

Sonia Racy

03 de junho de 2017 | 11h30

O ajuste de preços dos combustíveis definido pela nova política de preços da Petrobrás pode ser feito em prazos mais… curtos.

Pelo menos, é o que se pode deduzir do relatório sobre política de preços divulgado pela empresa esta semana.

A notícia vem logo no primeiro parágrafo: “…a prática de fixação de preços, nunca abaixo da paridade internacional (…) implica no acompanhamento do mercado internacional de petróleo e derivados, que se refletirá  na precificação interna buscando um ajuste de mais curto prazo a essas flutuações”.

Logo em seguida vem a explicação para a decisão.

Atenção

Consta que a Eleva deve receber aporte de capital significativo de um fundo estrangeiro.

Vale lembrar que ela tem, entre seus sócios, Jorge Paulo Lemann.

Para cartola do tênis…

Enquanto Dias Toffoli abria inquérito no STF para investigar indícios de corrupção que envolvem Romero Jucá e o contrato de patrocínio dos Correios com a Confederação Brasileira de Tênis,  o ex-presidente da CBT, Jorge Lacerda Rosa, recebia convidados para jantar em seu apartamento em Paris.

Na semana de Roland Garros, ele convidou seu sucessor, Rafael Westrupp, o publicitário Sergio Oprea — também citado na denúncia — e um conhecido jornalista da TV Record.

…Paris é uma festa

Rosa presidiu a CBT por 13 anos e foi o responsável pelos contratos da entidade com os Correios. Em março, deixou o cargo e mudou-se para a França. E já era investigado pelo TCU por uso indevido de verbas públicas.

Rabello de Castro e os
desafios do BNDES

Paulo Rabello de Castro terá de enfrentar, no BNDES, o mesmo desafio de Maria Silvia Bastos Marques.

Algo como 60% da corporação teve como único “patrão” Luciano Coutinho.

We Are Family

A americana Cambridge Family, uma das principais consultorias do mundo para empresas familiares, divulgou a lista de 17 Líderes de Empresas Familiares Para Ficar de Olho em 2017.

Dois brasileiros nela: Eduardo Sirotzky Melzer, da RBS, e Ricardo Villela Marino, do Itaú.