Água, Santoro e tietagem

Água, Santoro e tietagem

Sonia Racy

11 Fevereiro 2013 | 01h03

Felipe Panfili

Megan Fox titubeou sobre seu gosto por cerveja, ao afirmar que toma a bebida só “de vez em quando”, ontem, antes de partir para dar pinta na Sapucaí.

Convidada pela Brahma para o camarote do carnaval no Rio, a atriz logo se corrigiu, dizendo que a cerveja era muito boa. “Não sou uma aficionada, mas, para mim, é boa”. Bebida preferida? Água. “Gosto de ficar hidratada”. Contrariando a fama de polêmica, a americana esbanjou simpatia e bom humor.

Quando indagada, durante a tarde no Fasano, sobre quais diretores brasileiros conhecia, soltou: “Nenhum, mas, por favor, não me odeiem”. De filmes, só Cidade de Deus. Atores? Rodrigo Santoro – “Ele é um lindinho”. A atriz, que já fez declarações agressivas contra Michael Bay, seu diretor em Transformers, e afirmou ter praticado automutilação, não mostrou seu lado obscuro. Risonha, revelou que gostaria de participar de um “dancing with the star brasileiro” e ter o corpo das mulheres daqui.

Pela primeira vez com o filho, Noah, fora do país, Megan disse que só deixaria o camarote para alimentar o bebê de três meses. “Quero ser a última pessoa a deixar a avenida, fechar a festa. É uma oportunidade única na vida.” Após a rodada de entrevistas, o staff da segurança deixou um fã entrar e entregar à atriz um retrato feito por ele “Oh, você é tão talentoso. Muito obrigada”, retribuiu.

Fora do hotel, a legião de fãs que aguardavam por ela indagava ao único escolhido a conhecê-la: “Como ela é?”, “ela cheira bem?”, perguntavam os fãs, enquanto o moço exibia, como um troféu, a foto com a musa. Hoje, Megan visitará o Cristo Redentor ao lado do marido, Brian Austin Green. /MARILIA NEUSTEIN