Água ou luz?

Sonia Racy

12 de fevereiro de 2015 | 01h08

Conferência anual de três dias do BTG Pactual – restrita a convidados e que se encerra hoje com palestra de Eduardo Cunha– não animou investidores presentes no Hotel Hyatt, em SP.

O único discurso mais otimista – e não poderia ser diferente – foi do ministro Nelson Barbosa, que enumerou os problemas da economia e desenhou como o governo Dilma vai enfrentá-los.

Politicamente correto, Barbosa se mostrou mais preocupado com a falta d’água do que com a escassez de energia.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: