‘Agora meus sonhos são todos para minha filha’, diz Sabrina Sato

‘Agora meus sonhos são todos para minha filha’, diz Sabrina Sato

Sonia Racy

25 de dezembro de 2018 | 01h00

SABRINA SATO. FOTO: PAULO TROYA

Sabrina Sato

Em um balanço do que foi 2018 e do que se espera para 2019, a coluna ouviu seis personagens da vida paulistana. Eles falam de seus sonhos pessoais e de suas esperanças para o Brasil. Aqui, Sabrina Sato pede “um País menos dividido” e planeja ver sua filha crescer “na paz do interior”.

Qual o grande sonho para o Brasil que você quer ver realizado em 2019?
Um país com melhorias na saúde, educação e empregos. E menos dividido.

O novo governo está chegando. Está claro o que será?
Tenho fé em dias melhores. Temos que ficar atentos e cobrar ao máximo.

Se a promessa de nossos bolsos estarem mais cheios em 2019 se concretizar, qual seu sonho de consumo?
Agora meus sonhos são todos para minha filha. Quero um canto na natureza para ela poder passear e crescer na paz do interior.

As redes sociais estão com uma influência enorme. No que podem melhorar?
O principal é estar atento à veracidade das informações que compartilhamos. Também temos que ter empatia com o próximo e ser mais tolerantes com opiniões divergentes.

Na estrada da vida, qual caminho escolhe: o da esquerda, o da direita ou o do meio?
Acho que nunca devemos escolher apenas um dos caminhos. No caso do Brasil, sempre sigo o que acredito ser melhor para o País.

Seu livro de cabeceira?
O Mundo de Sofia, de Jostein Gaarder. Li na adolescência e reli na gravidez.

Um exemplo de vida?
Meus pais. Agora que me tornei mãe, valorizo ainda mais o exemplo que sempre foram para mim.

Um propósito?
Estar sempre aprendendo. Procuro tratar o próximo como gostaria de ser tratada.

Tendências: