Aécio ganhou

Redação

20 de novembro de 2008 | 06h00

Na contramão das gigantes americanas que pedem socorro ao governo, Aécio Neves – que estava ontem em Turim – saiu de reunião com o chefão da Fiat, Sergio Marchionne, com a garantia de que a empresa vai manter o cronograma de investimentos em Betim. Coisa de R$ 5 bilhões.

“É algo extraordinário, num momento de crise como este”, festejou o governador. De quebra, acertou a criação de um centro de inteligência na fábrica. É o mineiro se protegendo da crise, de olho numa única coisa: 2010.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.