Advogada da JBS é mesma de Sergio Machado, outro com gravador

Sonia Racy

07 de setembro de 2017 | 01h00

JOESLEY BATISTA

JOESLEY BATISTA. FOTO: DIDA SAMPAIO/ESTADÃO

As gravações de Joesley não são as primeiras a serem entregues como delação pela advogada Fernanda Tórtima.

Ela representou Sérgio Machado, cujas gravações levaram à queda de ministros. E deu declarações defendendo o acordo de Nestor Cerveró, outro munido de gravador.

Advogada queria
omissão de fatos?

O novo áudio de Joesley dá a entender que Fernanda queria que se omitisse José Eduardo Cardozo da delação.

Justo ela que, em agosto de 2016, escreveu artigo explicando que o colaborador perde os benefícios se omitir fatos dos quais tinha conhecimento…

Miller participou
dos depoimentos

A delação de Machado contou com a atuação de Marcello Miller, ainda procurador. Era o responsável do MPF nos quatro dias de depoimentos com Machado e seu filho, Expedito. Recebeu deles – e de Fernanda – seis horas de áudio.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: