Adeus, abacateiro

Redação

20 de fevereiro de 2010 | 06h00

Estudantes da Escola de Sociologia e Política de São Paulo fizeram passeata e protesto contra a direção. Motivo? A derrubada de um abacateiro, para a construção de novo prédio.

Era onde professores e alunos se reuniam para um vinho, no 1º dia de aula. “Vamos plantar outro”, diz o diretor Aldo Fornazieri.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: