Adélia Borges será primeira mulher a receber título de Doutora Honoris Causa pela Unesp

Adélia Borges será primeira mulher a receber título de Doutora Honoris Causa pela Unesp

Marcela Paes

08 de março de 2021 | 12h06

Adélia Borges. Foto: Divulgação

A Unesp vai conceder hoje o título de Doutora Honoris Causa para Adélia Borges, curadora e crítica atuante na área do design.  A cerimônia será toda virtual.

Adélia será a primeira mulher a receber a distinção. Até então a Unesp havia outorgado 16 títulos de Doutor Honoris Causa, entre eles para o geógrafo Milton Santos, o economista Celso Furtado, o crítico literário Antonio Candido, o engenheiro aeronáutico Ozires Silva, o indigenista Orlando Villas Bôas, o advogado Plínio Soares de Arruda Sampaio, o escritor Ignacio de Loyola Brandão e o ativista de direitos humanos Adolfo Pérez Esquivel

O processo para a concessão do título teve a iniciativa do Departamento de Design da Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação (FAAC), do campus de Bauru.

“Adélia congrega com excelência nossas áreas de conhecimento, como ciências sociais aplicadas, comunicação social e artes. Jornalista, contribuiu para o reconhecimento do Design Brasileiro, a partir da valorização da cultura e saberes locais, aproximando a área com o artesanato”, destaca a professora Fernanda Henriques, diretora da Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação de Bauru.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.