Malabarismos

Sonia Racy

23 Julho 2016 | 01h30

Descoberto o porquê do cancelamento de ações culturais paralelas ao calendário esportivo a um mês dos Jogos.

Segundo fonte diretamente ligada ao assunto, encontrou-se grande fragilidade jurídica e até superfaturamento em parte das contratações. O Ministério da Cultura estaria fazendo um pente-fino na papelada. Alguns eventos foram cancelados e outros serão postergados para acontecer na Paralimpíada.

Em tempo: José Mauro Gaspini, assessor da diretoria de serviços da APO, foi afastado de suas funções nesta quarta-feira.