Acredite…

Acredite…

Sonia Racy

21 de março de 2014 | 01h08

Foto: Divulgação

O excesso de calor na Secretaria da Fazenda do Estado levou o Ministério Público do Trabalho a entrar com ação civil pública contra… a pasta.

Incentivado pelo sindicato dos agentes fiscais, o MPT exige a regularização da temperatura do prédio – que fica no centro de SP – em 30 dias. Sob pena de multa diária de R$ 20 mil, além de condenação por dano moral coletivo no valor de R$ 500 mil.

A Justiça vai julgar o caso na próxima semana.

…quem quiser

Procurada, a secretaria justificou: como o prédio é tombado, qualquer processo de modificação é mais burocrático – como a instalação de ar-condicionado.

Mas que sua área de engenharia tem adotado medidas “para tornar o ambiente de trabalho mais confortável”, como a utilização de ventilação cruzada, película protetora nas janelas e cem aparelhos de climatização portáteis.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.