Acelera, peão

Sonia Racy

01 de outubro de 2014 | 01h07

Importante representante de banco estrangeiro no Brasil telefonou, ontem, para uma autoridade econômica de primeiro escalão em Brasília. E deu um recado.

Abriu-se uma janela de boa vontade com o Brasil, mas ela pode se fechar rapidamente. Disse que “está na hora de o novo governo dizer a que veio”.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.