Ação…

Sonia Racy

07 de dezembro de 2011 | 23h04

Hillary Clinton manobrou na Conferência da ONU, anteontem, em Genebra. Convocou todas as 192 embaixadas para falar sobre “direitos humanos” e, na hora H, abordou… a perseguição aos homossexuais.

…e reação

Embaixadores desavisados quase caíram da cadeira.

Resultado: agências de notícias dos países árabes e a rádio do Vaticano não reproduziram o discurso de Hillary.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.