Ação entre amigos

Ação entre amigos

Sonia Racy

26 Abril 2011 | 23h10

Entre uma risada e outra, Dominguinhos e Lenine tocaram juntos. Para o documentário em homenagem ao sanfoneiro.

Foto: Ding Musa

Em clima “lá em casa”, a coluna presenciou o encontro de Dominguinhos com Lenine, anteontem, no quintal da casa de Mariana Aydar, na Vila Madalena, em São Paulo. Motivo? As gravações do documentário em homenagem ao sanfoneiro, Dominguinhos Volta e Meia.

Dirigido por Felipe Briso e produzido pela Big Bonsai, o longa irá contar a história do compositor e registrar saborosas tertúlias entre o músico e seus colegas “Lenine e Dominguinhos é um encontro de improviso maravilhoso”, afirmou Eduardo Nazarian, idealizador do projeto junto com Mariana e Duani. “Se ensaiássemos, não ficaria melhor. Cada um tem sua história, mas ambos têm esse DNA da improvisação em comum”, acredita.

Sentados no jardim, antes de entrar no estúdio para gravar quatro canções, os músicos empolgaram os privilegiados que puderam assistir ao encontro e se emocionaram ao lembrar de clássicos de Ary Lobo e Jackson do Pandeiro: “Toda vez que eu encontro com esse homem, lembro de coisas que só ele me faz lembrar. É pura memória”, elogiou Lenine. E arrematou: “Dominguinhos fez uma escola. Conseguiu adequar a sanfona não só à música nordestina, mas a qualquer tipo de som. Isso é pura arte”.

Bem-humorado e com piadas na ponta da língua, Lenine terminou sua participação concluindo: “Essa é uma turma do bem. Porque sabe celebrar o que é bom”.

MARILIA NEUSTEIN