Abrindo…

Sonia Racy

28 de abril de 2010 | 08h05

Indagado pela coluna, João Sayad, futuro comandante da TV Cultura, não quis falar muito sobre o que pretende fazer na emissora. “Não há como sair perguntando o que as pessoas querem ver na TV.”

Na sua opinião, se deixar a decisão por conta do telespectador, a maioria vai pedir programas menos instrutivos, como “o Ratinho”. A saída? “Cabe ao Estado ajudar na formação da população. Se pegar, pegou. Se não, tentamos outra coisa.”