Abelha rainha

Sonia Racy

03 de fevereiro de 2015 | 01h02

Maria Bethânia levou às lagrimas o público do show de 50 anos de carreira, anteontem, em Santo Amaro da Purificação. Com mano Caetano na plateia, cantou Non, Je Ne Regrette Rien, de Édith Piaf, e recitou os mesmo versos em português.

Também homenageou a mãe, Dona Canô: “Do ventre que me gerou, do orixá que me tomou e da mão que me abençoou, é tão lindo estar neste lugar”.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: