Abacaxi

Sonia Racy

14 de novembro de 2012 | 01h40

Está nos planos de Dilma dar um jeito na discrepância que existe hoje nos portos, em relação aos famosos práticos, que chegam a receber até R$ 150 mil por mês.

Como? Transferindo a gestão desse setor, hoje na Marinha, para a Secretaria dos Portos.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.