À portuguesa

Sonia Racy

22 de fevereiro de 2015 | 00h07

O ex-presidente da Oi, Zeinal Bava, vai explicar publicamente a sua versão sobre o que ocorreu em relação ao polêmico empréstimo de 897 milhões de euros que a Portugal Telecom concedeu à empresa Rio Forte, do falido Banco Espírito Santo.

Será quinta-feira, na CPI do Congresso de Portugal que investiga os escândalos envolvendo o Grupo Espírito Santo.

À portuguesa 2
Desde que o caso foi denunciado – provocando graves consequências ao processo de fusão da empresa portuguesa com a Oi –, Bava não fez nenhum pronunciamento sobre se sabia ou não desse investimento.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: