A Portugal Telecom pode ter sua participação reduzida para 20 % na fusão com a Oi

Sonia Racy

15 de julho de 2014 | 08h47

Negociações  ainda em curso, o Grupo Espírito Santo quer prazo para pagar os 852 milhões de euros que deve a Portugal Telecom. A dívida vence hoje. Mas as conversas podem se estender até amanhã. Pelo que se apurou, qualquer que seja o prazo, o valor da fusão será corrigido imediatamente. Quando o BES pagar a PT, recuperam a sua participação acionária na proporção do montante do desembolso. Com esse acordo em cima da mesa, a PT ficará com posição acionária reduzida a 20%.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: