A PEDIDO DO PAPA

Sonia Racy

20 de setembro de 2015 | 01h45

Carlos Araujo está lisonjeado. Ganhou uma missão mais que especial: a pedido do Vaticano, teve de reunir 32 pinturas em uma mostra para marcar a reabertura do Panteão, em Roma, como espaço de exposições – que acontece dia 25.

As telas escolhidas pelo pintor ilustram passagens bíblicas do Gênesis. “Esse tema é parte comum de toda a humanidade. Então pensando hoje na questão da imigração, da solidariedade, da tolerância… nada mais atual do que isso”, explica o artista, que há 30 anos produz obras de temática bíblica.

Além do Panteão, Araujo inaugura hoje uma exposição individual na prestigiosa Galleria D’Arte Benucci – também na capital italiana.

Tendências: