À flor da pele

Sonia Racy

31 de agosto de 2011 | 23h11

Ontem pela manhã, ao ouvir Abilio Diniz tocar novamente no assunto Carrefour, durante reunião do conselho consultivo do Pão de Açúcar, em São Paulo, Jean-Charles Naouri, do Casino, simplesmente levantou-se e saiu da sala reservada no Hotel Fasano, onde está hospedado. O Casino bloqueou essa pauta nos comitês mais formais e sobrou, então, o conselho – por ora.

Vinte minutos depois, arrependido, Naouri voltou. E justificou: a reunião não seria foro correto para discutir o tema; frisou haver muitos erros no estudo encomendado por Abilio na proposta de fusão Pão de Açúcar/Carrefour; e só o fato de Abilio tratar de algo importante em um foro que considera inadequado já seria um desrespeito.

Que mais? Nada.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: