A fala direta de novo embaixador americano

A fala direta de novo embaixador americano

Sonia Racy

20 de outubro de 2019 | 00h45

TOOD CHAPMAN. FOTO: YOUTUBE

 

Quem conhece Todd Chapman, o novo embaixador dos EUA no Brasil – indicado anteontem por Trump –, adverte: uma de suas marcas é falar direto, sem amaciar. Protestante, filho de missionários, ele deixou isso claro em entrevista a jornais ao deixar, em junho, o posto de embaixador no Equador.

Uma das frases: “Vou ser muito claro. Não queremos corruptos do Equador nos EUA”. Outra, sobre como dialogar com adversários: “Só se pode dançar com quem quer dançar”.

Lula em livro

Fernando Morais, que escreve livro cobrindo o período entre as duas prisões de Lula – da primeira, em abril de 1980, à segunda, em abril de 2018 – pretende lançar o primeiro dos três volumes da obra ainda este ano. E avisa, brincando: “Se Deus for comunista, consigo desovar os outros dois tomos no ano que vem”.

Lula 2

O escritor não revela se na narrativa vai incluir Janja, a namorada do presidente. E ainda informa que, quando vai ver o ex-presidente em Curitiba, não fura a extensa fila de visitantes.

Brasil pop

A representação brasileira na Bienal de Veneza neste ano cresceu em número de visitantes. Faltando cerca de um mês para seu encerramento, mais de 270 mil pessoas estiveram no Pavilhão brasileiro da mostra.

Como comparação, na edição passada, em 2017, foram registrado, no mesmo período, cerca de 190 mi

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: