A dedo

Sonia Racy

25 de setembro de 2015 | 01h16

Apesar do roller coaster da economia e da política brasileira, Ana Patricia Botín, do Santander, escolheu justamente o País para costurar o fim de seu discurso ontem, durante o encontro trienal do grupo no Queen Elizabeth II Conference Centre, em Londres.

“Estou confiante nas nossas operações no Brasil e no País em si”, resumiu a presidente do banco espanhol.

Tendências: