A conferir

Sonia Racy

09 de abril de 2015 | 01h12

Com a compra da BG pela Shell, anunciada ontem, o novo gigante do setor energético comunicou ao mercado que, com esse movimento, se tornará o “principal parceiro” da Petrobrás no País.

Entretanto, há quem garanta ter ouvido de integrante da Shell Brasil, há bem pouco tempo, que o sonho dourado da petroleira por aqui seria encerrar as parcerias com a estatal brasileira. Pelo motivo óbvio: medo de que o escândalo do “petrolão” ganhe proporções explosivas no exterior.

Convém registrar: a Shell já vendeu os campos de Bijupirá e Salema, na Bacia de Campos. E estaria, discretamente, procurando comprador para os 20% de Libra, no pré-sal.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: