Projeções mostram aumento de até 30% no fluxo em Congonhas no feriado de Finados

Projeções mostram aumento de até 30% no fluxo em Congonhas no feriado de Finados

Sonia Racy

30 de outubro de 2020 | 00h50

Melhora gradual 

Pelo jeito, o paulistano está mais corajoso. Projeção da Infraero indica que nesse feriado de Finados, Congonhas deve gerar movimento de quase… 97 mil passageiros. Algo como 33% do total registrado no mesmo feriado em 2019.  

Se esta projeção se concretizar, o fluxo será 31% maior do que aconteceu no feriado de Nossa Senhora Aparecida e quatro vezes mais que o auferido em 7 de setembro. 

Paulo Kakinoff, da Gol, disse à coluna ontem que estima aumento de 15% em relação ao feriado anterior.  

Água fresca 

Bolsonaro gostou do litoral de São Paulo. Ele está programado para passar os feriados no Forte dos Andradas, em Guarujá. 

De mim distante 

Augusto Aras tirou uns dias de folga. O PGR está no Kurotel, um dos mais requintados spas de Gramado, no Sul. 

Atraso 

André “Bicho Solto”, candidato a vereador pelo PDT-SP, postou no Twitter livro com cartilha antissemita.  

O partido – não deu a ele nem verba nem tempo de TV – informa que entrou com novo recurso no TRE para retirar a candidatura, mantida pelo tribunal na semana passada. 

Baque 

O Hotel Belas Artes, da rede Accor, em SP, encerrou as atividades. Seu inventário será leiloado entre os dias 3 e 18 de novembro com 1 mil itens pela Sold Leilões.

Dose dupla 

Retrospectiva da artista Beatriz Milhazes deve ser inaugurada em dezembro, preparada e exibida simultaneamente pelo MASP e o Itaú Cultural. O acervo inclui pinturas em grandes formatos, esculturas, gravuras e colagens. 

Curadoria? De Adriano Pedrosa, com assistência de Amanda Carneiro, do MASP, e de Ivo Mesquita, do Itaú Cultural. 

Homenagem 

Em edição online, o Festival de Teatro Negro de São Paulo Dona Ruth volta entre os dias 7 ao 28 de novembro, pelo YouTube.  

Criado em homenagem à atriz Ruth de Souza, morta no ano passado, tem entre suas atrações gratuitas show de Linn da Quebrada e uma conversa com Zezé Motta.

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: