Telas quentes

Sonia Racy

03 de novembro de 2019 | 00h55

 

RABINO SHABSI E PEDRO MASTROBUONO/ FOTO IARA MORSELLI

 

Quando começou a percorrer casas de colecionadores, Pedro Mastrobuono não pensou que reuniria tantas obras para o leilão Grandes Coleções, que terá renda revertida para o Projeto Felicidade, do Rabino Shabsi Alpern. Ao fim do processo, o curador reuniu um acervo avaliado em R$ 40 milhões, com destaque para obras importantes de Leonilson, como o bordado Roupa de Homem, Lasar Segall e Alfredo Volpi. “Os donos das obras cedem 20% do valor da venda para o projeto”, explica Pedro. Criado pelo rabino, o Projeto Felicidade traz toda semana diferentes crianças com câncer e seus pais para passarem uma semana de lazer em São Paulo. Além do leilão, no dia 11, todas as obras do acervo ficam expostas no clube A Hebraica, a partir de quarta-feira.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: