Gil Diniz, o ’04’ do clã Bolsonaro, entra na disputa pela Prefeitura de SP

Gil Diniz, o ’04’ do clã Bolsonaro, entra na disputa pela Prefeitura de SP

Sonia Racy

28 de setembro de 2019 | 00h50


GIL DINIZ, DO PSL-SP.
FOTO: DIVULGAÇÃO

Zero 4 em campo

Considerado o “sexto filho de Bolsonaro”, Gil Diniz, líder do PSL na Assembleia paulista, recebeu o ok para viabilizar a candidatura a prefeito de SP. Tudo combinado com o Zero 3, Eduardo Bolsonaro, de quem foi assessor parlamentar.

Anteontem, Gil reuniu a bancada – a maior da Casa, com 15 deputados –, para definir nomes do futuro diretório municipal. Mais uma tentativa de “baixar a bola” de Joice Hasselmann, que desagradou ao núcleo familiar ao se lançar candidata a prefeita de SP “sem dialogar”.

O para-quedas

Carteiro Reaça, como Gil ficou conhecido, também é chamado por Bolsonaro de “para-quedas”: pronto para pousar onde enviarem. Os dois se falam sempre no whatsApp.

Prioridade

Márcio França, que disputará a Prefeitura de SP pelo PSB, esteve com Carlos Siqueira, o presidente do partido, na casa de Marta Suplicy no aniversário do marido dela, o empresário Marcio T0ledo (fotos ao lado).

A ex-prefeita lançou, no encontro, uma Frente Ampla, manifesto contra “a escalada da intolerância”.

Prioridade 2

Siqueira disse à coluna que eleger França “é prioridade” – o PSB já tem, no País, mais de 430 prefeituras.

Para 2022, a sigla tentará novamente Joaquim Barbosa – que dela se reaproximou e integra um grupo dedicado a debater temas internacionais.

Em alto ritmo

Sergio Mamberti lança no ano que vem, quando faz 81 anos, sua autobiografia. O ator também prepara um monólogo com poemas e canções de Federico Garcia Lorca – e começa a ensaiar este mês O Ovo de Ouro, uma peça sobre o Holocausto.

Caça à corrupção

Seja qual for o destino do acordo Mercosul-União Europeia, um macroencontro de 550 representantes das controladorias-gerais do País em Fortaleza discute, esta semana, as formas como países europeus combatem práticas ilícitas com dinheiro público.

Como base da tarefa, o grupo, do qual participa Gustavo Ungaro, de São Paulo, lançou o livro Controle Interno da Administração Pública na União Europeia e no Brasil. Com apoio do Conaci e do Banco Mundial.

Cinquentão

Um livro especial e um documentário marcam, dia 2, os 50 anos do Balé da Cidade de São Paulo, na Sala do Conservatório, na Praça das Artes.

A produção audiovisual é da Prodigo Films e o livro foi projetado pela equipe do Theatro Municipal.

Girl Power

Tata Amaral está trabalhando em nova série de televisão. As Protagonistas terá 13 episódios e vai contar a história do audiovisual brasileiro, abordando com destaque o papel das mulheres na produção do setor.

Fica pronta até o fim do ano e tem lançamento em 2020.

Pelo verde

Frans Krajcberg, figura mais que atual depois das queimadas na Amazônia, é tema do documentário Manifesto, que a cineasta Regina Jehá estreia dia 10 de outubro.

O filme já foi exibido em evento da ONU em Salvador, preparatório da conferência COP 25. E será mostrado no Espaço Itaú de SP e de outras dez capitais do País.

 

 

 

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: