Expulsão de 11 infiéis vira debate acirrado no PSB

Sonia Racy

25 de agosto de 2019 | 00h50

CARLOS SIQUEIRA, PRESIDENTE DO PSB. FOTO ARQUIVO/PSB

Don’t follow…

O PSB marcou para dia 30 o julgamento dos 11 deputados federais que votaram a favor da reforma da Previdência – e ignorando a orientação do partido, que havia fechado questão contra a ideia.

O debate interno está acirrado. “É que, em caso de expulsão, o Fundão Eleitoral do expulso vai com ele para o novo partido”, explica o advogado Anderson Pomini, especialista em direito eleitoral.

…the money

Carlos Siqueira, presidente do PSB, indagado pela coluna sobre o caso, minimiza: “Não faço cálculo financeiro. A decisão será política, seja qual for a consequência”.

Fumaça cara

Levantamento recente do Ibope, voltado para São Paulo, revela que o comércio ilegal no Estado movimenta R$ 3 bilhões – dos quais o contrabando de cigarros, em ICMS não pago, responde por cerca de R$ 1,5 bilhão por ano.

A partir desses números, o instituto Etco encomendou à FGV o custo desses desvios nos fundos de participação do Estado e do Município.

Resultado: em cinco anos, o estrago somado ultrapassou os R$ 9,5 bilhões.

Passo a passo

Gilson Marques, deputado federal do Novo de Santa Catarina, aderiu ao Livres. Com isso, o grupo de renovação de Elena Landau e Persio Arida soma cinco deputados.

Bandeiras? Liberdade econômica, privatizações, liberação da maconha para uso medicinal, reforma da Previdência e reforma tributária.

Leia mais notas da coluna:
+‘Não é esquerda ou direita, é um tema ético’, diz Covas sobre causa ambiental
+Multa da Bolsa à XP deixa mercado intrigado

 

 

Tendências: