Segurada da SulAmérica é condenada por fraude

Sonia Racy

16 de novembro de 2016 | 00h25

Uma segurada da SulAmérica foi condenada, em primeira instância, a cinco anos de prisão, regime semiaberto, por fraudes referentes a pedidos falsos de reembolsos.

A sentença do juiz Richard Chequini, da 20ª Vara Criminal de SP, conclui que a ré obteve vantagem financeira de R$ 45 mil por meio de falsificação de receituários e assinatura de médicos.

A empresa comemora o que acredita ser um novo momento com punições para fraudadores do sistema de saúde suplementar.